PREACHER – VOL. 6 – GUERRA AO SOL

Preacher-6-pg001-e-244-1a-e-4a-capas

“Estou com uma ereção”

Por Henry Garrit

Resenha do Volume Seis do encadernado publicado no Brasil pela Panini.

Roteiro de Garth Ennis

Arte de Steve Dillon e Peter Snejbjerg

O pastor da pequena cidade de Annville foi possuído por uma entidade concebida através da união entre um anjo e um demônio. Agora ele possui o “Dom da Palavra”, ou seja, pode fazer com que qualquer um capaz de entendê-lo em seu idioma faça irrestritamente tudo o que ele disser. Como se isso já não fosse surreal o bastante, Jesse Custer, nosso pastor, possui uma história de vida complexa; Foi criado por psicopatas, namora uma assassina de aluguel e seu melhor amigo é um vampiro.

Ah sim, e tem o detalhe dele estar em busca de Deus desde que descobriu que Ele abandonou seu posto no Céu e deixou a humanidade à própria sorte.

 

O sexto encadernado de Preacher abre com a edição Preacher Special: One Man´s War, que tem roteiros de Garth Ennis e arte de Peter Snejbjerg, onde nos elucidam sobre o misterioso passado de uma das maiores (senão a maior) pedra no sapato de Custer, o famigerado Sr. Starr.

Como sabemos, Starr é integrante do Graal, uma espécie de sociedade secreta/agência de espionagem internacional que visa proteger a linhagem de Jesus a fim de proclamá-lo o Messias que decretará o apocalipse. (O que eles consideram uma honraria sem igual pela qual receberão recompensas inimagináveis no pós-vida). O problema é que o candidato atual sofre de graves problemas cognitivos e para contornar essa situação, Starr e seus comparsas decidem usar Jesse Custer em seu lugar. Mas como Starr chegou onde chegou, de onde veio e quem precisou matar? Isso é o que esse especial revela ao leitor, com a perfeita mescla de humor e ultra violência característica do texto de Ennis.

Esse especial poderia ter sido incluído no Volume 4 encadernado: Histórias Antigas (link da resenha no final do texto), mas seja por qual motivo foi colocado aqui, não atrapalha em nada o andamento da história.

Voltando ao título principal, vemos Jesse, Tulipa e Cassidy de volta à estrada, quando o pastor tenta novamente entrar em contato com seu “eu interior” (leia-se “gênesis”) sem deixar de lado a busca por Deus sendo simultaneamente perseguido por Starr e o Santo dos Assassinos em eventos que culminam com a detonação de uma bomba atômica em Monument Valley no Arizona.

Muito embora seja uma das edições mais surpreendestes, com um plot repleto de ação, o lado humano dos personagens continua sendo trabalhado de forma impecável pelo autor. Era preciso ocorrer um grande evento divisor de águas (Nem precisava ser uma explosão daquela magnitude, mas isso é Preacher, afinal) para que os personagens assumissem papéis totalmente diversos do que aqueles que estávamos acostumados a ver e seguir por rumos inusitados, o que levou a história a outro nível narrativo.

Impossível deixar de mencionar a cena do avião, quando Jesse está prestes a cair, a bomba havia sido detonada, e Cassidy, mesmo sendo queimado pelo sol se recusa a soltá-lo, sendo necessário que o pastor use o Dom da Palavra, obrigando-o a fazê-lo. Tempos depois veríamos a dualidade da amizades deles quando o sentimento do vampiro por Tulipa o levasse a tomar atitudes imperdoáveis com Jesse dado como morto e Tulipa devastada pela perda.

Claro que a explosão nuclear não afetou apenas os três; O próprio Sr. Starr se viu mais uma vez mutilado e colocado à mercê de canibais, o que gerou mais algumas das impagáveis cenas escatológicas com o líder do Graal, e acompanhando esse clima, vemos a ascensão de Cara de Cú como um astro do Rock.

Obviamente Jesse sobreviveu a queda do avião miraculosamente bem apesar do olho vazado, embora o meio como isso aconteceu ainda não seja revelado. Fato é que agora cada um desses personagens precisará se recompor e refazer seus planos e prioridades antes de reencontrarem.

Será o fim da busca do Pastor Jesse Custer por Deus…? Ou agora é que as coisas vão realmente o levar a esse destino? E se ele conseguir o que tanto quer… O que vem a seguir?

Vamos descobrir juntos na próxima!

Leia as resenhas dos volumes anteriores:

PREACHER – VOL.1 – A CAMINHO DO TEXAS

PREACHER – VOL.2 – ATÉ O FIM DO MUNDO!

PREACHER – VOL.3 – ORGULHO AMERICANO

PREACHER – VOL.4 – HISTÓRIAS ANTIGAS

PREACHER – VOL.5 – RUMO AO SUL 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s