Resenha: Eu Sou Lume

Por Henry Garrit

Ludmilla Gonçalves é uma jovem de dezesseis anos moradora da comunidade de Esperanza, de origem humilde e espírito avassalador. Anos atrás, um acidente conhecido como “Escândalo das Clínicas” deixou profundas cicatrizes entre os moradores, numa situação nunca completamente elucidada. Muitas pessoas morreram, adquiriram graves doenças ou… Mudaram. Frequentadora de uma escola chique por meio de uma bolsa de estudos, Ludmilla enfrenta todos os problemas de uma menina negra da sua idade, somados a uma nova ameaça que começa a se manifestar em seu corpo e à sua volta.

Eu sou Lume é um resumo do Brasil atual, guardadas as proporções de estarmos em um gibi de super-heróis, o que temos é uma pertinente e corajosa crítica à precariedade com que os moradores de comunidades e periferias são tratados pelas autoridades. Não bastasse o desprezo e a permissividade que resulta nas péssimas condições de vida e a gritante falta de oportunidades, a HQ também nos mostra a truculência de uma polícia despreparada que não manifesta qualquer empatia pelas pessoas que deveria proteger, deixando um rastro de “efeitos colaterais” em seu caminho, sem se dar conta que esses efeitos têm nome, sobrenome, família e trabalho; São vidas que não merecem nem um milimetro a menos de respeito e garantia de sua dignidade do que qualquer outra, não importando a cor de suas peles, o bairro onde moram, sua habilidades sobre-humanas ou os valores em suas contas bancárias.

Em tempos em que se discute o óbvio, onde temos defensores ferrenhos da ideia absurda de que a Terra é plana, ou pior, que vacinas causam doenças e outras sandices parecidas, constatamos com tristeza que o país passa por uma de suas fases mais obscuras desde que se tornou estado democrático, então não deveria ser surpresa, mas por incrível que parece ainda existem aqueles que realmente se perguntam se os quadrinhos se misturam com política… “Eu sou Lume” responde a essa pergunta de forma sublime, e deixa claro o papel que as HQs, a arte e a cultura de modo têm em nossas vidas, não apenas como fonte de entretenimento, mas também fonte de conscientização, reflexão e alimento para a alma, que carece de nutrição tanto quanto o corpo, correndo o risco de se tornar anoréxica e ausente de vida.

O que temos então é um baita quadrinho com uma super-heroína, capaz de agradar todos os fãs do gênero, com muita ação, ótimos personagens, enredo bem amarrado, desenhos sensacionais e sim, altas doses de política, assim como toda obra do gênero, ainda que alguns autores eventualmente nem percebam que estão tratando do tema, ou fazendo-o de forma indireta, aqui o assunto é abordado de forma pertinente e bem estruturada, trazendo de forma fiel problemas reais a uma HQ de ficção, (Vale destacar a bela homenagem a vereadora Marielle Franco, cujos mandantes e os motivos de seu assassinato até hoje permanecem sem resposta) cumprindo assim um dos papeis mais bonitos que uma História em Quadrinhos pode desempenhar além do entretenimento: Sua função social.

Ele tem essa pegada que propositalmente nos leva ao universo de uma minoria que pode e deve cada vez mais ocupar lugares de destaque e protagonismo nas HQs. Representatividade importa. As histórias, os leitores e todos nós como sociedade só ganhamos com isso.

A HQ é uma história fechada mas pode (e deve!) lançar novos capítulos da vida de Ludmilla Gonçalves no futuro! Esperamos que sim!

Com roteiro e arte de PJ Kaiowá e cores de Natália Marques, Fabi Marques e Letícia Pusti, 100 páginas, publicada pela Editora Guará após campanha de financiamento coletivo.

Eu Sou Lume pode ser adquirido no site da Editora Guará.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s