RESENHA: PREACHER – VOL. 8 – ÀS PORTAS DO INFERNO

Por Henry Garrit

Dado como morto após o embate nuclear com Sr. Starr, o reverendo Jesse Custer sobreviveu após um encontro nada fortuito com Deus, mas ao retornar encontrou sua amada Tulipa aos beijos com o melhor amigo, o vampiro Cassidy. Após passar uma temporada na cidade de Salvation no Texas, onde reencontrou sua mãe, decidiu que era hora de voltar e encarar Tulipa de frente, para quem sabe, retomar sua cruzada em busca do Todo Poderoso. Mas a verdade sobre o aconteceu com ela em sua ausência acaba se mostrando muito mais espinhosa do que ele pensava.

Este encadernado de Preacher é uma história sobre histórias. Ainda não é hora da tão esperada busca de Jesse por Deus, pelo menos não até que várias pontas soltas de sua vida sejam reatadas. O roteiro escolhe então, habilmente, por sinal, focar no lado humano dos personagens, revisitando o passado de alguns deles, o que lhes concede ainda mais profundidade. O melhor exemplo disso é Tulipa, cuja história é contada através de flashbacks que remontam sua infância, a relação com o pai, a amizade com Amy, e os motivos que fizeram dela a pessoa que se tornou até conhecer Jesse. Longe de ser uma mocinha em apuros em busca de salvamento, sua história se sustenta com muita solidez, mostrando sua força e determinação diante das adversidades, e logo em seguida reconectando-a ao presente, onde desolada por acreditar na morte de Jesse, se deixa levar pelo falso acolhimento de Cassidy, um personagem que se mostra com cada vez mais e mais camadas, compondo um caráter extremamente duvidoso, capaz de realizar verdadeiras barbaridades e ainda assim, supostamente não ser um mostro completo, demonstrando uma convincente amizade por Jesse, ainda que acompanhada de inveja e cobiça, o qual o fez se aproximar de Tulipa, usando dos meios mais baixos para mantê-la por perto.

A trama avança de modo a não ter pressa de chegar ao clímax, preocupada em nos contar mais sobre os personagens, aprofundando-nos em seus dilemas e anseios. Mas esse ritmo lento não deixa a história cansativa e aí que entra o mérito narrativo de Garth Ennis unido a arte incrível de Steve Dillon: Eles sabem que estamos esperando pelo momento apocalíptico, o grande final, e mesmo assim insistem nos “atalhos”, porém cada história secundária tem brilho próprio e não dispersa nossa atenção. Mesmo assim, alguns acenos importantes são dados para este momento apoteótico, por exemplo, o avanço do famigerado Sr. Starr que, tem seus próprios problemas internos para resolver, mas segue convicto no plano de usar Jesse como um falso messias em prol da organização secreta conhecida como “Graal”.

O reencontro de Jesse e Tulipa é o ponto alto da história, criando a expectativa de como será a dinâmica entre eles e Cassidy no futuro, e se eles continuarão juntos em seu objetivo de confrontar Deus ou colocarão um fim definitivo em sua amizade.

O encadernado é encerrado por uma história publicada originalmente fora do título mensal, onde vemos Jesse, Tulipa e Amy muito jovens, anos antes dele se tornar um revendo possuído pela entidade Genesis, quando eram apenas ladrões de carro vivendo perigosamente, quando são recrutados por um velho ranger do Texas para ajudá-los a pegar um notório criminoso ladrão de cavalos.

Com todos os conhecidos ingredientes que incluem escatologia, humor, muita violência e ótimos diálogos, este capítulo de Preacher não deixa nada a desejar em relação aos números anteriores e fomenta ainda mais a vontade de conhecermos o gran finale, o qual ocorre na próxima edição.

PREACHER: ÀS PORTAS DO INFERNO foi publicado no Brasil pela Panini em um encadernado com as edições 51 a 58 de Preacher e o especial Preacher: Tall in the Saddle.

Se liga no Santuário e acompanhe com a gente as resenhas de TODOS os volumes de PREACHER!

PREACHER – VOL.1 – A CAMINHO DO TEXAS

PREACHER – VOL.2 – ATÉ O FIM DO MUNDO!

PREACHER – VOL.3 – ORGULHO AMERICANO

PREACHER – VOL.4 – HISTÓRIAS ANTIGAS

PREACHER – VOL.5 – RUMO AO SUL 

PREACHER – VOL. 6 – GUERRA AO SOL

PREACHER – VOL. 7 – SALVAÇÃO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s